O governo de Seul, capital da Coreia do Sul, confiscou algo em torno de R$ 120,5 milhões em criptomoedas de cidadãos que sonegaram impostos ao deixarem os ativos digitais em corretoras.