Policial Wesley Soares Goes, baleado e morto por seus colegas por ae recusar a fazer o indigno trabalho de perseguir e prender trabalhadores.